Notícias

OS MEDOS I

17.-Frutos-da-Guerra-I-21x30-cm-R-30000

Uma guerra sempre inicia antes do tempo. Não há o que celebrar em guerras. Dizem que às vezes são necessárias. Serão? Não sei. Francamente não sei. Apenas as lamento. Pois uma vez estando nelas, mata-se. Inevitavelmente. Esta obra, fruto total do acaso, foi motivada pelo início da guerra da Ucrânia. É uma espécie de expressão do apagamento mútuo que todas as guerras produzem. Guache sobre papel – 21 x 30 cm – R$ 300,00. Disponível para aquisição (com desconto de 20% para os apoiadores das Crônicas da Paisagem).

18.-A-Fera-da-Guerra-15x35-cm-R-30000

Ao surgir inesperadamente esse espectro no lado direito da obra, imediatamente lembrei de uma obra de Goya, “O Colosso”. Evidentemente, ela não tem nada que seja comparável à pintura do mestre infinito que foi Goya. O que conta nessa minha lembrança é apenas a possibilidade de que o “Colosso” fizesse parte da série “Os Desastres da Guerra”, uma perturbadora e desapiedada sequência de gravuras que revelam aquilo que temos de mais baixo em nossas naturezas. Acrílica, guache e pastel seco sobre eucatex – 15 x 25 cm -  R$ 350,00. Disponível para aquisição (com desconto de 20% para os apoiadores das Crônicas da Paisagem).

20.-As-Sombras-que-movem-se-sob-as-palavras-esvaziadas-40x50-cm-R-90000

O medo é a raiz da raiva. A raiva, quando não entendida, quando persiste, alimentando-se apenas daquilo que a confirma, torna-se ódio. E este é capaz de qualquer coisa. O medo nos revela sombras, sinaliza onde elas estão. Mas quando tememos nosso próprio medo, nossa justa medida para avaliar as coisas do mundo, deixamos de olhar apara as sombras se movem em nós. Elas então passam a nos assombrar, e como isto se torna insuportável, passamos elas em frente, projetando-as nos outros. Não somos anjos. Nunca fomos e jamais poderemos ser. Temos sombras, e é bom, de quando em quando, dar uma boa olhada para elas. Acrílica sobre tela – 40 x 50 cm – R$ 900,00. Disponível para aquisição (com desconto de 20% para os apoiadores das Crônicas da Paisagem).

19.-Os-Medos-21x30-cm-R-30000

Assombrações em si, não são más. São apenas manifestações que  movem-se sem corpo. E metem-nos medo, despertam-nos antigas culpas, parecem exigir reparação de alguma coisa que nem bem sabemos, entre tantas coisas possíveis. Que nos metam medo, isso é natural, afinal estamos em outra condição, em corpos palpáveis. Aparentemente vulneráveis diante de uma aparição. talvez não percebamos que há nelas uma mensagem. Somos frutos de tempos imemoriais. Acrílica e guache sobre papel – 21 x 30 cm – R$ 300,0. Disponível para aquisição (com desconto de 20% para os apoiadores das Crônicas da Paisagem).

Deixe um comentário